Mudança De Corpo – Autoaceitação Ou Busca Pela Evolução?

Já a algum tempo, tem-se discutido bastante a respeito da mudança de corpo e como a estética e indústria cultural influenciam nessa mudança. Quase sempre ouvimos que cuidar do corpo é vaidade e que devemos nos aceitar como somos, assim melhorando nossa autoestima. Eu discordo parcialmente deste pensamento, e você entenderá porquê.

Já ouviu aquela frase “seu corpo é seu templo”? Essa é uma ideia que costumo usar para representar a importância de se cuidar fisicamente. Imagine viver numa casa suja, quebrada e cheia de pragas. Não seria nada legal, certo? Essa é a analogia que faço com o corpo.

Uma pessoa sem saúde física sofrerá com uma série de limitações que a impedirá de sentir a liberdade de viver. Por exemplo, alguém obeso jamais poderá realizar atividades como correr e pular com a mesma capacidade de uma pessoa mais magra. Mas e se esse indivíduo obeso não se importa em não conseguir pular e correr? É aí que mora o perigo, pois assim surge o sedentarismo.

Com uma mistura de conformismo, acomodação e parte da sociedade dizendo para “se aceitar como é”, pessoas com problemas desse tipo agravam sua situação de forma a ser complicado dar a volta por cima. A autoaceitação serve apenas para aqueles que não tem sua liberdade cerceada por questões físicas. Ou para aqueles que sempre se sentiram bem, mas pensam em mudar devido a pensamentos alheios.

Se você está feliz e satisfeito com sua vida, se aceite e ignore o que os outros dizem! Se você está insatisfeito, se a ideia de mudar surgiu de um desejo seu, e apenas seu, mude! Não caia na acomodação e conformismo!

Mudança De Corpo Ou Não?

pequenas mudancas podem fazer grande diferenca e gerar excelentes resultados surama jurdi frase 2903 7169 - Mudança De Corpo - Autoaceitação Ou Busca Pela Evolução?

O desejo pela mudança de corpo parte, inicialmente, do ideal de “perfeição” que cada um de nós possui. Realmente, quando esse desejo surge através da perfeição propagada na sociedade, sem qualquer estímulo de vontade própria, a autoaceitação é o caminho. Afinal, você quer mudar para se sentir bem consigo mesmo ou para agradar os outros?

Se você se sentirá bem consigo mesmo tendo o “corpo ideal” propagado pela grande mídia, não recue! Quer ter um corpo musculoso, ou ficar magro (a), por sua livre e espontânea vontade? Faça!

A ideia de apenas se aceitar como é, simplesmente pelo fato de haver um ideal de perfeição na sociedade considerado símbolo de vaidade, me soa como um ato de fracasso e acomodação. Afinal, um corpo musculoso, por exemplo, apesar de ser vendido como algo meramente estético, traz uma série de enormes benefícios. Além do mais, você quer passar a vida inteira com a mesma aparência? Mudar faz bem, evoluir faz bem!

Cuidar Do Corpo É Vaidade?

É claro que não estamos incentivando ninguém a ser extremamente narcista ou ser superficial e vaidoso pensando apenas na estética física. Mas sinto que a autoaceitação, para alguém que quer mudar por vontade própria, mesmo que para o padrão “ideal” vendido por aí, é nada mais do que comodismo. Oras, se uma moça não se sente realmente bem em estar acima do peso, que mal tem em buscar emagrecer? Agora ela é vaidosa? E se for? O que você tem a ver com isso?

Se te incomoda ser julgado por outras pessoas, por que julgar quem quer mudar? Isso é hipocrisia!

Felicidade É O Caminho

A autoaceitação é ideal para alguém que é feliz com seu corpo como é, não sofre limitações, mas sofre com julgamentos alheios. Uma criança muito magra que cresce sendo julgada por ser magra, mesmo sentindo-se bem assim, acaba tendo o desejo de ganhar peso justamente para sessar tais julgamentos. É uma ideia que vem para interferir na forma com a qual o mundo lhe enxerga, e não como você mesmo se enxerga!

O que posso dizer sobre isso? Você é feliz agora, assim, exatamente como é? Mesmo com as pessoas apontando seus “defeitos”? Ignore-as! Se aceite, não mude para os outros! 

Mudança de corpo? Apenas para sua própria aceitação. O que importa é como você mesmo se enxerga, e não como olhos alheios lhe julgam.

A grande questão por trás de tudo isso é: tem vontade de fazer algo? Faça! A felicidade é o que importa. Se a felicidade já preenche sua vida assim, sem nada a mudar, não mude. Se a felicidade virá com a mudança, não tenha medo de mudar! E lembre-se: Cuide bem do seu corpo, você mora nele!

 

Gostou de nosso conteúdo? Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *